sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Grammy Awards: Parte I


Wassup Dudes and 'Dudas'? Estou um pouco atrasado com essa postagem. Mas estou feliz por finalmente fazê-la. Apesar de ter algumas sérias discordâncias com a nomeação  e a não nomeação de alguns artistas, é evidente que estou feliz de o Grammy ter avançado em algumas questões. Eu já bati na tecla diversas vezes sobre a exclusão de artistas negros nas principais categorias do Grammy. Artistas negros têm sido marginalizados em subcategorias em detrimento de artistas do blue-eyed soul (não vou dizer  apropriação cultural e saudosismo aos anos 60, quando artistas negros eram roubados e ignorados, prefiro falar disso em outro post). 

Pela primeira vez temos uma quantidade considerável de trabalhos negros concorrendo em categorias principais. Of course que não é por acaso. Muitos trabalhos com esse discurso foi lançado nesses últimos dois anos, muitos boicotes importantes como o do próprio Frank Ocean que lançou um dos melhores álbuns esse ano e não enviou para a equipe do Grammy justamente por considerar  essa questão que nós temos batido tanto na tecla #grammystoowhite.


Resultado disso tudo, o Grammy nomeou. A parada é que nomeação é um pequeno passo. Ainda acho que a equipe do Grammy não vai premiar negro nas principais categorias como aconteceu no ano passado com Kendrick Lamar, no ano anterior com Beyoncé, em 2013 com Frank Ocean e muitos anos anteriores. Vamos aos indicados as principais categorias:

Álbum do ano: (2 negros)

  • Adele – 25
  • Beyoncé – Lemonade
  • Drake – Views
  • Justin Bieber – Purpose
  • Sturgill Simpson – A Sailor’s Guide to Earth

Opinião: As escolhas foram bastante interessantes. Dois negros nessa categoria mas provavelmente nenhum deles vai ganhar. O álbum da Beyoncé é, mais uma vez, o mais consistente em todos os aspectos: composição, discurso, inovação e versatilidade musical. Mas, a menos que a equipe do Grammy esteja realmente disposta a reparar os erros que eles têm cometido com ela desde de 2009 e com os negros ao longo da história da premiação, é bem provável que o prêmio vá para Sturgill Simpson (pra não puxar saco de nenhum famosinho e fazer a linha conservador, tradicional e premiar um "desconhecido" internacionalmente) ou para Adele que cumpre com todos os requisitos da bancada "decididora". Feliz de ver Drake na disputa. 


Faltou: Com certeza faltou Blonde do Frank Ocean.


Gravação do ano (2 negros)

  • Adele – Hello
  • Beyonce – Formation
  • Rihanna – Work
  • Twenty-One Pilots – Stressed Out
  • Lukas Graham – 7 years

Opinião: Essa é uma categoria difícil. Nessa categoria é sempre comum uma música sucesso comercial e Top Billboard ganhar. Talvez Formation esteja na lista pela sua importância e alvoroço que  causou e toda a repercussão. É a música que não ficou muito tempo no topo das paradas de sucesso internacionais. Por outro lado temos "Hello" que bateu recordes de vendas mundo afora e alcançou o top ranking assim como "Work" que dominou as paradas em diversos países e é o chiclete que todo mundo gosta de dançar. Stressed Out e 7 years também são sucessos comerciais. Na minha opinião, levando em consideração extremo sucesso comercial e toda produção, Work deveria levar o prêmio. Porém, é bem provável que Adele vença essa batalha de nomes poderosos na música (duelo entre Beyoncé, Rihanna e Adele num é nada fácil; a decisão do Grammy vai deixar muito neguinho puto).


Faltou: One Dance do Drake. O maior sucesso comercial do ano até agora. Talvez Can't Stop the Feeling do Justin Timberlake  também.


Canção do ano (1 negro)

  • Beyoncé – Formation
  • Adele – Hello
  • Mike Posner – I Took a Pill in Ibiza
  • Justin Bieber – Love Yourself
  • Lukas Graham – 7 Years

Opinião: Essa categoria preza pela letra da canção. Os compositores são premiados aqui. Enquanto a Gravação do Ano é conjunto da  obra, aqui apenas a composição é analisada. Nesse quesito, Hello está um pouco à frente das concorrentes. Para os desinformados que falam que Formation não deveria estar concorrendo nessa categoria que analisa letra, peço que vá da uma estudada na cultura negra norte americana. As letras devem ser analisadas no contexto sociocultural em que elas se inserem. A indicação é justa sim. Porém, no meu palpite não vai levar.

Então essas são as principais categorias. Em breve farei um outro post falando sobre os "prêmios de consolação"... ops OUTRAS CATEGORIAS (foi mal, deixei escapar). Se meus cálculos estiverem certow, não vai ser dessa vez ainda que o Grammy vai se redimir com os black. Aliás, acho que até foi de propósito esse grande número de indicações de negros nas categorias principais (para falar que eles não são racistas porque indicaram e reconheceram, mas prêmio que é bom nada). 

Fala aí galera! Quem vocês querem que ganhe, que vocês acham que vai ganhar, quais suas indignações. Comentem aí. Shout out y'all!
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Estamos ansiosos para ler seu comentário. Entretanto, tenha em mente que todos os comentários são manualmente moderados por nossos revisores de acordo com a nossa política de comentários.